Omar de Rosas

Enquanto ouço o ronronar da Anhanguera, a quilômetros daqui, imagino meu amigo Omar corroído pelo trânsito e imagino os sonos que ele terá, metamorfoses ocultas nas esquinas, ou não; aqui só há o silêncio entrecortado pelos cachorros que ladram , os passarinhos já dormem, abrigados da chuva que aqui não acomete caos nem aos carros e nem aos pedestres, apenas fazem minha verde grama se tornar um pântano. É, cada um com seus problemas; em breve a cidade dorme, se aquieta. E eu continuo aqui, a pensar em todo o trânsito que não perpassa mais por mim, só por mais alguns minutos, as galinhas já dormem e eu quero seguir o exemplo, nesta terra Valinhos que eu tanto aprendi amar, quase que tanto quanto minha linda, caótica, hermética e maravilhosa São Paulo, com suas ruas escuras e claras, lindas e bizarras, fantasticamente transitável. Omar, durma com os anjos!

Escritora, Ensaísta e Resenhista.

http://www.jaquelinenovaes.com.br

Skype: jaqueline-novaes

Msn: jaquelinenovaesgeissinger

Gmail: Jaqueline.novaes

Celular: 00 55 19 98044231

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s