Mobilize lança aplicativo para reclamações sobre mobilidade urbana

Baliza

Desenvolvida em parceria com o Cidadera, a plataforma interativa permite que cidadão denuncie falhas de mobilidade a qualquer hora, em qualquer lugar. Problemas com acessibilidade, calçadas, ciclovias,ônibus, metrôs e trens podem ser fotografados e acompanhados pelos leitores até que sejam resolvidos pelas autoridades 

Falta de sinalização, problemas no transporte coletivo, calçadas irregulares ou obstruídas, e a falta de ciclovias são apenas alguns dos problemas que poderão ser reportados na plataforma gratuita Mobilize – Cidadera, que o Mobilize Brasil está lançando neste final de ano.

O sistema foi desenvolvido por estudantes da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Universidade de São Paulo (USP) e tem foco em pedestres, ciclistas e usuários do transporte coletivo. A ferramenta já está disponível no portal Mobilize Brasil, no endereço www.mobilize.org.br/mobilize-se

Anúncios

Conheça os finalistas do Prêmio Sinal Livre de Mobilidade Urbana

A melhor iniciativa será escolhida por voto popular via internet até o dia 11 de dezembro e receberá R$ 10 mil durante a premiação no dia 18 de dezembro, em São Paulo

 

Um júri acaba de escolher os cinco finalistas que participarão do Prêmio Sinal Livre de Mobilidade Urbana, que tem como tema “Como a sua iniciativa contribui para uma cidade ideal?”. Foram 47 projetos inscritos. O prêmio é uma ação da Lynx Consultoria em parceria com a Liberty Seguros e o Projeto Sinal Livre, iniciativa que tem como principal objetivo a difusão de boas práticas para estimular o engajamento e a conscientização dos brasileiros para uma locomoção mais segura ancoradas nos pilares da Mobilidade Verde, Fluidez e Segurança no Trânsito.

 

As iniciativas classificadas estão disponíveis no site www.premiosinallivre.com.br para voto popular até o dia 11 de dezembro. Os internautas precisarão se cadastrar no site para votar, garantindo um único voto por pessoa, de acordo com o CPF.

 

Os cinco finalistas participarão do evento de premiação que será realizado no dia 18 de dezembro. O vencedor receberá R$ 10 mil para investir em seu projeto. Durante o encontro, aberto apenas para convidados, também haverá um debate para promover a discussão sobre os caminhos e tendências para uma cidade ideal. O debate será mediado pelo jornalista e educador Gilberto Dimenstein e contará com a participação de Margaret Groff, diretora Financeira Executiva da Itaipu e idealizadora da plataforma Mobi.Me; de Isabelle Mascetti, consultora de branding e pesquisadora de tendências, e José Mello, superintendente de Pesquisa e Inovação da Liberty Seguros. “A premiação, além de reconhecer a importância da causa, é um estímulo para que o projeto possa ser ampliado e até mesmo reproduzido em outros locais onde há a necessidade ações de iniciativa de mobilidade”, explica a superintendente de Comunicação e Marca Institucional da Liberty Seguros, Karina Louzada.

 

Vejam quais são os cinco projetos finalistas:

 

1 – Calçadas do Brasil

Responsável pelo projeto: Marcos de Souza, Associação Abaporu – Mobilize Brasil

Melhorar as condições de mobilidade para os pedestres em todas as cidades do país é o foco do projeto do portal Mobilize Brasil. O objetivo é chamar a atenção para o problema da má qualidade, falta de manutenção ou ausência das calçadas no país e estimular as pessoas a denunciarem os problemas em suas cidades, além de pressionar as autoridades para resolvê-los. O projeto tem como público-alvo, além dos pedestres em geral, pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida. De acordo com o responsável pelo projeto, ele contribui diretamente para uma cidade ideal porque estimula a melhoria na construção, padronização e manutenção das calçadas, o que melhora efetivamente a mobilidade urbana.

 

2 – Fairbikes – Faça estas bicicletas aparecerem!

Responsável pelo projeto: Norma Caroline Demamann Müler, Associação Rede de Estudantes de Intercâmbio em Curitiba – REI Curitiba

O projeto consiste em reformar bicicletas que estavam encostadas em diversas garagens da cidade de Curitiba e emprestá-las aos intercambistas, que são o foco da associação.  Os idealizadores do projeto acreditam que a integração da bicicleta com carros e ônibus é a melhor solução para o caos do trânsito das grandes cidades. Os intercambistas ficam com a bicicleta de seis meses a dois anos, período que costuma durar o intercâmbio. Eles pagam um valor de caução (R$ 200) e uma taxa (R$ 100) que é usada para a manutenção das bicicletas.  O projeto, segundo sua responsável, contribui para uma cidade ideal porque promove a integração desses jovens e incentiva a replicação desse modelo em outras comunidades.

 

3 – Que ônibus passa aqui?

Responsável pelo projeto – Luciano Harres Braga

O objetivo do projeto, que foi idealizado na cidade de Porto Alegre é sinalizar de maneira colaborativa o maior número de pontos de ônibus das cidades brasileiras. A ideia é colocar adesivos nos pontos com a pergunta “Que ônibus passa aqui?” e um espaço em branco para que as pessoas, que utilizam o ponto com mais frequência, preencham para ajudar quem precisar da informação sobre as linhas que passam naquele local. A iniciativa contribui para uma cidade ideal, segundo seu idealizador, porque dá espaço para as pessoas ajudarem a melhorá-la e criarem uma mentalidade voltada para a cidadania ativa.

 

4 – SampaPé!

Responsável pelo projeto: Letícia Leda Sabino

O principal objetivo do projeto é promover o deslocamento a pé na cidade de São Paulo, tanto incentivando as pessoas quanto buscando melhorias de infraestrutura para estimular esse incentivo.  Andar a pé, além de ser um transporte, traz inúmeros benefícios para a saúde, não polui, promove a cidadania, traz consciência social e também desperta o olhar com relação à cultura e a arquitetura da cidade. A contribuição para a cidade ideal ocorre, segundo a participante, porque o projeto promove, além do estímulo e criação de uma cidade mais humana, mais acesso à cidade e melhoria na qualidade de vida de seus habitantes.

 

5 – Time Mob SP

Responsável pelo projeto: Anderson Ricardo

O projeto conta com um time de 25 colaboradores que diariamente reportam, através de perfis colaborativos nas redes sociais, o que acontece no dia a dia do transporte da cidade de São Paulo: trem, metrô e ônibus. São pessoas engajadas em conhecer um pouco melhor a cidade e tentar ajudar os cidadãos paulistanos, com informações relevantes, a escolherem qual o melhor tipo de transporte a utilizar no dia. Os perfis também acolhem ideias dos usuários e cobram diariamente das autoridades melhorias para o transporte público. De acordo com o responsável pelo projeto, a iniciativa contribui para a cidade ideal porque estimula as pessoas a se sentirem participantes da dinâmica social de onde vivem.

Governo Federal destina recursos para obras de mobilidade urbana em São Paulo

José Cruz/Agência Brasil

José Cruz/Agência Brasil

a presidenta Dilma Rousseff, o ministro das Cidades, Gilberto Magalhães Occhi e o governado Geraldo Alckimin participaram no dia 04/12, em Brasília (DF), da cerimônia de assinatura dos termos de compromisso para execução de obras de mobilidade urbana no estado de São Paulo. O investimento é de  R$ 633,6 milhões para obra da extensão da Linha 9 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM)

Mobilidade Urbana – A obra de Extensão da Linha 9 CPTM contará com R$ 633,6 milhões, sendo R$ 500 milhões de OGU e R$ 133,7 milhões de contrapartida do estado. A obra foi selecionada pelo Pacto da Mobilidade Urbana, anunciado pelo Governo Federal em junho de 2013, que destinou R$ 50 bilhões.

A extensão será de 4,4 quilômetros da estação Grajaú até Varginha (Zona Sul de SP), com uma parada intermediária na estação Mendes – Vila Natal. O empreendimento inclui duas estações, o Pátio Varginha, viadutos ferroviários e rodoviários, duas passagens subterrâneas de pedestres e uma passarela. Além disso, serão construídos dois bicicletários, sistemas de energia, sinalização, telecomunicações e obras complementares de drenagem. A previsão é que a obra beneficiará 631 mil usuários por dia.

Ciclovias Amigas

Com o objetivo de levar arte, conscientização e entretenimento às camadas sociais menos favorecidas, o Grupo Komedi desenvolveu o projeto Ciclovias Amigas - FOTO GRUPO KOMEDI

Com o objetivo de levar arte, conscientização e entretenimento às camadas sociais menos favorecidas, o Grupo Komedi desenvolveu o projeto Ciclovias Amigas – FOTO GRUPO KOMEDI

 

Com o objetivo de levar arte, conscientização e entretenimento às camadas sociais menos favorecidas, o Grupo Komedi desenvolveu o projeto“Ciclovias Amigas”, um espetáculo infanto-juvenil que mescla o universo lúdico da criança com questões sobre o trânsito e a preservação do meio ambiente. Patrocinado pela Tegma-Gestão e Logística, o espetáculo será apresentado em escolas públicas de São Bernardo do Campo e Mauá  nos meses de outubro e novembro. As apresentações são gratuitas e abertas somente aos alunos das instituições.

 

Por meio das personagens: Elis Distraída, Roberto Aventura, João Retenção, Sérgio Conduta e Wagner Fiscal, as crianças e adolescentes aprenderão um pouco sobre as leis de trânsito vigentes em nosso país. A história acontece na Cidade do Bom Trânsito, onde todos são felizes e respeitam uns aos outros. Lá não existe problemas no trânsito, ciclistas e pedestres são respeitados e não há engarrafamentos. Desde pequenos os cidadãos da cidade são educados sobre o trânsito, a importância das ciclovias e os cuidados que devemos tomar, sendo pedestres ou condutores de veículos, motos, bicicletas, patins ou patinetes.

 

Alunos de diversas escolas públicas do Brasil poderão prestigiar gratuitamente um espetáculo teatral que diverte, emociona e conscientiza - FOTO GRUPO KOMEDI

Alunos de diversas escolas públicas do Brasil poderão prestigiar gratuitamente um espetáculo teatral que diverte, emociona e conscientiza – FOTO GRUPO KOMEDI

 

FICHA TÉCNICA

Autoria: Sérgio Vale

Elenco: Cia Troupe Trotte.

Direção: Arlem Hugo Vidal

Realização: Grupo Komedi

Imprensa: Moretti Cultura e Comunicação

 

Duração: 45 minutos

Indicação: Livre

 

SERVIÇO

 

São Bernardo do Campo

 

Onde: EMEB Padre Leo Commissari

Endereço: Rua Neusa Coelho, 80 – Ferrazópolis

Quando: 13/11 – 08h e 13h30

 

Onde: EMEB Prefeito Aldino Pinotti

Endereço: Rua Antônio Simionato, 103 – Vila Santa Terezinha

Quando: 14/11 – 10h30 e 13h30